quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Terceiro Trimestre de 2016

Normalmente nestes 3 meses digamos de verão, a época atinge um momento bom, foi também o que se passou desta vez.
Nada de excepcional, comparativamente por exemplo com os anos de 2012 e 2013, mas na linha dos anos subsequentes.
Em Julho em 9 saídas fiz 611 km, dando uma média por saída praticamente de 68 km. Gastei 18.533 Kca que não me fazem falta nenhuma.
Em Agosto, por razões de férias familiares andei um pouco menos. Em 5 saídas fiz apenas 311 km tendo gasto 9.728 kca.
Em Setembro melhorei bastante em 12 saídas fiz 784 km dando uma média por saída de 65 km e gastando 22.367 Kca.
Assim nos 3 meses fiz 1.713 km tendo gasto cerca de 72 horas.
A média cardíaca dos 3 meses situou-se nos 117 bpm, sendo a máxima verificada de 159 bpm.
Em termos de sensações, com o acumular de km têm sido boas e o desempenho tem sido razoável.
Nas caminhadas em 27 saídas fiz 270 km tendo gasto 41h35m.

A foto foi tirada nos passadiços do Paiva, que desgraçadamente ficaram parcialmente destruídos com os incêndios de verão. Uma tragédia ambiental.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Segundo Trimestre de 2016

Um trimestre onde já houve mais estrada e com quilometragem um pouco mais forte, digamos assim. Não o desejável, mas o possível tendo em conta a questão climatérica que é fundamental.
O mês de Abril foi o mês do trimestre que fiz mais km. Saí 9 vezes tendo feito 600 km.
No mês de Maio houve alguma quebra, saí apenas 6 vezes tendo feiro 373 km.
Em Junho nas  7 saídas que foram possíveis fiz 485 km.
Pelo que se vê, não foi nada de excepcional, foram feitos no trimestre 1.455 km em 62h15m, tendo a média km por saída ficado nos 66 km.
Quanto às caminhadas, que têm corrido muito bem, fiz em 33 saídas 304 km. Se não houver azares vai ser um ano em que vou ultrapassar tudo o que tenho feito até aqui.

O foto é um aviso da PSP que deve ser levado em conta.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Primeiro Trimestre de 2016

Este ano apesar de o tempo ter estado muito incerto, umas vezes com chuva outras vezes com muito vento, o que já é habitual aqui no Oeste, as actividades efectuadas foram as possíveis. Melhor que o ano anterior apesar de tudo.
No mês de Janeiro saí por 5 vezes tendo feito 282 km.
Em Fevereiro foi um pouco pior pois apenas saí por 3 vezes tendo feito 174 km.
Em Março a “coisa” correu um pouco melhor. Saí por 8 vezes tendo feito 493 km.
Resumindo, isto quer dizer que em 16 saídas fiz um total de 949 km em 42 horas.
Claro que em termos de médias estas estão ainda numa fase muito incipiente, embora note já melhorias quer em termos físicos quer em termos cardio-vascular, onde as recuperações são mais rápidas e o ritmo cardíaco está mais baixo.
Para esta melhoria têm contribuído também as caminhadas e o rolo feito dentro de casa.
Assim nas caminhadas fiz 245 km em 36h05m.
No rolo em 23 sessões fiz 676 km em 22h 30m.
Como contei num post anterior, devido a um acidente, tive que adquirir novo ciclo-computador.
A escolha caiu no Polar v650 e estou muito satisfeito.
Dá uma panóplia de informação excelente para uma análise formidável no computador, através da aplicação Polar flow.
É um equipamento muito mais evoluído que aquele possuía, tendo incorporado também o gps, aliás nem coloquei sensor de velocidade, uma vez que essa informação vem agora via gps. Pode-se ver um vídeo do equipamento aqui.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Primeira Saida do Ano Acidentada

No dia 12 de Janeiro de 2016, cheio de vontade e entusiasmo, aproveitando o primeiro dia do ano em que o tempo esteve bom fui dar a minha volta, a primeira do ano.
Claro que as sensações foram as esperadas, pois já não andava desde o dia 16 de Dezembro de 2015, tendo pelo meio as festas do Natal e de fim de ano. Sabe-se que o peso sobe sempre alguma coisa e era o que tinha acontecido. No entanto como já tinha feito meia dúzia de sessões no rolo, a “coisa” fez-se….
Com o que eu não estava nada a contar era com o que me aconteceu, deslocando-me a cerca de 30 km/h, passa uma viatura por mim e quando está ligeiramente à minha frente, vira para a direita para entrar para uma moradia. Não estava minimamente à espera desta manobra, travei como pude e virei também para a entrada para evitar males maiores, só que o portão está a cerca de 2 metros da estrada e rodeada por muros que afunilam o seu acesso. Bom…ainda bati com a perna esquerda no carro e a bicicleta caiu para o chão tendo ficado presa entre o muro e o carro.
Fiquei passado e antes de dizer alguma coisa, apoiei-me no muro a digerir aquilo. Por fim perguntei à senhora, pois era de uma senhora que se tratava, como é que ela tendo-me visto, vira de repente para a direita? A senhora muito atrapalhada e a chorar, disse que pensava que dava tempo para entrar….devem pensar que nós ficamos na mesma posição de quando nos ultrapassam…
Depois ainda me vi grego para tirar a bicicleta daquele aperto e felizmente sem sofrer mazelas, pois o guiador e o pneu aguentaram a pressão.
Desta pancada caiu no chão o meu ciclo-computador cs400 que partiu os encaixes traseiros que o fixam à bicicleta e deixou de funcionar o conta km.
Agora estou à espera que o seguro da senhora me indemnize para poder comprar outro ciclo-computador, pois o perito já esteve comigo.
Em 37 anos de cicloturismo é o meu primeiro acidente, já apanhei muitos sustos, é verdade, mas de facto foi o meu primeiro, vá lá que nada sofri, foram apenas danos materiais.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Balanço da Época

O ano de 2015 manteve-se na mesma bitola do ano anterior, longe portanto dos anos de 2012 e 2013 em que fiz mais de 8.000km.
Tenho porém sempre como objectivo mínimo fazer 4.000km, que me parece o razoável para manter alguma forma durante a época. Foi de certa maneira o que se passou em 2015. Não atingi grandes desempenhos mas foram medianos e também tenho que levar em linha de conta a idade. Senti-me sempre bem durante o ano todo.
Andei em todos os meses do ano, como tem que ser, mais nuns que noutros, é verdade, com um mínimo de 3 e um máximo de 12 saídas no mês.
O total de km registou 4.705km em 73 saídas com uma quilometragem por saída de cerca de 64km, tendo gasto 192 horas. Nestes números estão 225 km que fiz com a minha mulher, também ela andou menos que o ano passado.
O percurso menor foi de 49km e o maior de 76km. Faltou-me um pouco de resistência para que os percursos fossem maiores, coisa que tenho que melhorar no próximo ano.
O ritmo cardíaco registou uma média de 119bpm, demonstrativo de menor actividade física e como tal ritmos cardíacos mais altos.
Mantive a actividade nos rolos no início do ano, quando o tempo esteve mais incerto e de certa maneira era impeditivo de saídas para a estrada.
Fiz 23h50m em rolos que se reflectiram em 767km, que não contabilizo no somatório dos km registados em estrada.
Nas caminhadas fiz 843 km tendo gasto 128 horas.
Na época de caça andei 133 km tendo gasto 75 horas.
Quanto ao peso consegui andar pelos 90 kg, tenho como objectivo reduzir pelo menos mais 3 kg, o que não tenho como fácil…vamos ver.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Quarto Trimestre de 2015

O quarto trimestre de 2015 foi apesar de tudo um trimestre bem melhor que o do ano passado. Claro que estou já em fase descendente mas mesmo assim ainda mantive uma forma razoável em termos de desempenho.
Saí 14 vezes tendo feito uma quilometragem total de 906 km. O tempo gasto foi de 38h20m.
As médias quilométricas são baixas.
A média de km por saída ficou-se pelos 64 km.
Em termos calóricos gastei 28.541 Kca
Em caminhadas fiz 171.50 km em 24h30m.
O ritmo cardíaco em termos médios ficou nos 117 bpm.
A foto foi tirada numa ida ao Cabo Carvoeiro em Peniche com o Zé Luís.

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Terceiro Trimestre de 2015

Um trimestre que apanhe os meses de Julho, Agosto e Setembro, são normalmente aqueles onde há mais actividade, este não fugiu à regra. Se todos fossem assim…
Como resultado do acumulado anterior, ainda que reduzido, e o do trimestre notei alguma evolução no desempenho, mas ainda longe de outras alturas como seria inevitável.
Sai 32 vezes tendo feito 1.989 km, sendo que 4 dessas saídas foram com a minha mulher, no seu ritmo. Os km por saída ficaram nos 62.16 km. O tempo gasto foram 85 horas.
Em termos calórico foram gastas 57.077 Kca.
A média cardiaca reflete de alguma forma alguma evolução pois cifrou-se nas 113 bpm.
Em Julho fiz o teste polar e registou a marca de 45 o que é excelente, segundo as tabelas para a minha idade.
Em termos mecânicos substituí o pneu traseiro que faz 5.359 km.
Nas caminhadas fiz 194.50 km tendo gasto 29h30m.
A foto foi tirada na Nazaré.

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Segundo Trimestre de 2015

Neste trimestre houve alguma melhoria mas….ainda longe do que eu queria e do desejável para a forma aparecer, o que assim é muito difícil.
O tempo continuou instável, com muito vento e por vezes até chuva, o que inviabilizou muitas saídas e com vento também não tenho muita vontade de sair.
Saí 21 vezes com um total de quilómetros de 1199 km feitos em 51h30m, com uma média por saída de 57 km.
O percurso menor teve 42 km e o maior 68 km.
A média cardíaca foi de 121 bpm, até aqui se nota a precária forma cardio-vascular.
Coloquei um pneu novo à frente, o que foi substituído fez 11.164 km.
Quanto a calorias consumidas foram 38.659 Kca.
Nas caminhadas não foi mau de todo, fiz 256 km em 39 h 50 m.
Não tenho conseguido baixar o peso.

A foto foi tirada em S. Martinho do Porto, por vezes cruzo-me com viajantes de bicicleta que trazem toda a panóplia de utensílios que representarão muitos Kg, a dificultar sobremaneira a mobilidade, este é um bom exemplo… 

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Primeiro Trimestre de 2015

Este primeiro trimestre de 2015 foi um fiasco em termos de actividade física. Começo desastroso do novo ano.
Um trimestre em que choveu bastante, esteve sempre muito vento o que inviabilizou muitas saídas.
Para obviar a falta de saídas para a estrada, tive que fazer muitas sessões de rolo para de alguma maneira ter actividade física e manter alguma base na preparação.
Em bicicleta saí apenas 10 vezes com um total de 506 km em 22h05m.
Nos rolos em 21 sessões fiz 686 km num total de 21h10m
Nas caminhadas saí 23 vezes tendo feito 221 km e demorado 34h10m
E foram estas as actividades do primeiro trimestre.
Espero e desejo que haja condições climatéricas para poder intensificar as saídas de bicicleta para a estrada, para ver se consigo acelerar a preparação, uma vez que a forma está muito precária.

A foto foi tirado no Cabo Carvoeiro.

Cerimónia de Homenagem aos Participantes do I Caldas/Badajoz


E como estava aprazado no dia 9 de Maio de 2015, pelas 15:30 horas no Museu de Ciclismo em Caldas da Rainha, realizou-se a cerimónia evocativa e de homenagem a quem de alguma maneira participou ou colaborou no I Caldas Badajoz  realizado a 8 e 9 de Maio de 1982.
Uma festa simples mas muito digna e que tocou sentimentalmente a quem nesse já longínquo ano de 1982, participou nesse evento trazendo-nos sentimentos de alguma nostalgia, mas que foi muito agradável recordar, vendo até alguns companheiros que já não se viam há muitos anos.
A mesa foi composta com as presenças do Presidente da Câmara das Caldas, Presidente da Associação para o Desenvolvimento do Ciclismo/Museu do Ciclismo, António Marques, Vereadora da Cultura de Figueiró dos Vinhos, Presidente da Junta de Freguesia do Louriçal, Vice-Presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, Presidente do Sporting Clube das Caldas, Presidente da Filarmónica do Louriçal e o Director do Museu de Ciclismo e mentor de todas estas iniciativas, o Mário Lino.
A apresentação da cerimónia foi feita pelo António Marques a que se seguiu o Mário Lino entregando as placas de homenagem a 72 pessoas ou entidades homenageadas na cerimónia.
Em cerimónias anteriores já foram igualmente homenageadas mais 60 pessoas.
De salientar que estiveram também presentes elementos Espanhóis do Ciclo Clube de Badajoz e do Clube de Ciclismo de Moraleja que foram também homenageados.
Por fim falou o Presidente da Câmara de Caldas da Rainha tendo-se seguido um beberete.
Foi ainda homenageado o ciclista profissional Maximiano Rôla, que ganhou uma volta a Portugal , na pessoa de seus familiares.

Com escrevi no facebook simplificando, digo o mesmo aqui: Foi bonita a festa pá…

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Sessão Evocativa do 1º Caldas-Badajoz

O meu amigo Mário Lino, que é Director do Museu de Ciclismo em Caldas da Rainha, vai levar a efeito no próximo dia 9 de Maio de 2015 pelas 15h:30m,  uma sessão evocativa do 1º Caldas/Badajoz que teve lugar nos dias 8 e 9 de Maio de 1982.
Nesse dia fará a entrega de placas alusivas a alguns dos participantes dessa 1ª edição, que foi a precursora de muitas outras edições e eventos realizados pelo Mário Lino, Sporting Clube das Caldas e a Federação Portuguesa de Ciclismo.
Nessa 1ª edição também participei como descrevo no histórico do meu blog, pelo que lá estarei para participar nessa cerimónia.
As placas marcam as situações e fico agradecido ao mentor da ideia por se ter lembrado de mim, porém, para mim, o que é mais importante é todos nós, aqueles que gostam do cicloturismo,  prestarmos uma homenagem a quem muito tem dado ao cicloturismo Caldense, Nacional e até Internacional e um profundo agradecimento por esse facto.

Obrigado Mário Lino.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Balanço da Época

O ano de 2014 foi um ano de retrocesso em termos de efectividade da actividade física. Razões várias: Menor disponibilidade; Muita Chuva; Muito vento; Falta de disciplina; e…quiçá alguma preguiça  …pois quando se anda menos, menos apetece andar.
Andei mesmo assim em todos os meses do ano, mas…muito menos, um mínimo de 2 e um máximo de 11 saídas mensais. 
O total de km efectuados ficou-se nos 4.838 km em 84 saídas com uma quilometragem por saída de cerca de 58 km e com o tempo de 210horas.
O percurso menor foi de 33 km e o maior de 84 km
Neste quilómetros estão incluídos 430 km que fiz com a minha mulher.
O ritmo cardíaco médio ficou-se pelas 116 bpm.
Consumi cerca de 142055 Kca e a cadência média nas 70 rpm.
Como andei menos de bicicleta fiz mais rolos, em 31 sessões fiz 968 km tendo demorado 30 horas.
As caminhadas foram também inferiores, mas mesmo assim ainda andei 745 km em 118 horas.
Até na época de caça foi pior, andei 157 km em 71 horas.
Quanto ao peso não há bela sem senão, atingi os 92 Kg que estou a ver se baixo para os 90Kg.

Quarto Trimestre

Mais um na linha dos anteriores e neste caso mesmo de final de época, reflectindo o mau ano nesta actividade que tanto gosto.
Razões várias e já anteriormente referidas, não vale a pena insistir mais…
Em Outubro saí 5 vezes tendo feito apenas 324 km em cerca de 13 horas…muito pouco.
Em Novembro ainda foi pior saí apenas duas vezes com um total de 121 km em cerca de 5 horas.
Em Dezembro foi o remate final…saída 3 vezes com o total de 143 km em 6 horas.
Termino a época com vontade de melhorar...vamos a ver...

A foto foi tirada em Agosto em S.Martinho do Porto numa das saídas com a minha mulher.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Terceiro Trimestre

Mais um trimestre na linha dos anteriores, por motivos vários, tenho andado muito menos o que se reflecte na forma física, que tem estado sempre num estado deficiente.
Quando penso aumentar a carga quilométrica e horária, surge alguma coisa a atrapalhar.
Faço duas ou três semanas em fase ascendente e logo estou uma semana sem andar, outra em que só ando uma vez e tem sido esta a realidade. Assim o que perspectivava estar mais ou menos em forma em Setembro não vai acontecer, aliás estou convicto que este ano nunca atingirei a forma que tive o ano passado.
No trimestre apenas consegui sair 25 vezes, sendo o mês de Julho mesmo assim aquele em que mais km fiz.
Em Julho saí 11 vezes tendo feito 754 km em cerca de 30 horas, sem dúvida o melhor mês até aqui e se calhar do ano todo.
Em Agosto saí 7 vezes tendo feito apenas 444 km em 18h30m
Em Setembro saí também 7 vezes e feito 487 km em 20 horas.
As calorias gastas no trimestre foram 51.857 Kca.
A média cardíaca mesmo assim baixou, situou-se nos 120 bpm.
Trimestre sem registo de avarias ou furos.
A foto é da Nazaré numa das passagens por lá.

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

A Volta de Hoje


Saída algo tardia, mas uma bela manhã para se andar de bicicleta. Vento quase neutro o que tem sido muito pouco frequente este ano.
Na parte final já apanhei um pouco de calor.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Primeiro Semestre de 2014

O ano de 2014 tem sido um pouco atípico.
Nos primeiros meses choveu com persistência e quando não acontecia isso estava muito vento.
Depois melhorou ligeiramente mas o vento persistiu, tirando alguma vontade em andar de bicicleta, pois o vento é o pior inimigo do ciclista.
Mais tarde estive com menos disponibilidade durante cerca de 3 meses.
Quer isto dizer que tenho andado menos, muito menos quero eu dizer. Talvez menos 2000 km que o ano passado. Ora isto reflete-se directamente na forma física que tem estado muito incipiente. Quando começava a fazer algum avanço e a aumentar a carga de trabalho surgiu a menor disponibilidade de tempo o que fez tudo regredir.
Ora então vamos ao concreto:
Em trinta e quatro saídas fiz apenas 2.139 km, o que dá cerca de 63 km por saída.
O percurso menor foi de 49 km e o maior de 83 km.
Em termos de calorias gastei 63.372 Kca o que quer dizer que não tenho reduzido peso, ao contrário, tenho é aumentado.
A média cardíaca situa-se nos 121 bpm.
Nem falo em médias quilométricas pois essas…
Quando estava em fase de alguma ascendência fiz o teste polar tendo dado o índice 45 o que era bom e mostrava que estava no bom caminho. Depois…não voltei a fazer…
Espero a partir de agora retomar as 3 saídas por semana e em Setembro sentir-me em forma para poder acompanhar a rapaziada que anda mais.
Em termos mecânicos tive que mandar ver o eixo do pedaleiro e coloquei um pneu novo na roda traseira.
A foto foi tirada em S. Martinho de Porto.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Balanço da Época

Em 2013 tive uma época de actividade física excepcional, a melhor dos últimos anos sem qualquer dúvida.
Consegui ultrapassar os quilómetros feitos em 2012 que eu tinha já considerado um ano excelente. É verdade que por razões da minha vida pessoal passei a ter mais disponibilidade de tempo o que acabou por se reflectir na bicicleta e nas caminhadas onde pulverizei todos os anos anteriores.
Fruto dessa disponibilidade estive uns furos acima em termos de desempenho. Este ano até já consegui fazer muitos quilómetros com os “tubarões” ou seja, com aquela rapaziadas que anda muito. Fi-lo conscientemente e sem entrar em loucuras e nesses períodos senti-me sempre bem e notava que recuperava com facilidade.
De bicicleta andei em todos os meses com um mínimo de 6 e um máximo de 13 vezes no mês. O total de quilómetros efectuados foi de 8.697 km em 109 saídas com uma quilometragem por saída de cerca 80 km e com o tempo de 365hm. O percurso menor foi de 43 km e o maior de 104 km. O ritmo cardíaco médio ficou registado nos 115 bpm, as calorias consumidas foram 235.006 Kcal e a cadência média nas 70 rpm.
Fiz menos rolos, pois como andei mais na estrada não senti necessidade de os fazer. Em 8 sessões fiz 257 km tendo demorado 8h22m.
Nestes quilómetros efectuados estão cerca de 456 km que fiz com a minha mulher noutro ritmo, no dela.
A  Época de caminhadas foi excepcional fiz  904 km em 140h50m. Vai ser difícil no futuro superar esta marca.
Na época de caça andei  210km em 85 horas..
O peso esteve entre os 89 e os 90 kg com ligeiras oscilações, não consigo baixar destes valores, quem gosta de comer…..

Estou muito satisfeito com as actividades realizadas.