terça-feira, 3 de março de 2009

Óbidos - Caldas - Badajoz - Olivença

Há precisamente dois meses que não coloco nenhum post abordando a história do cicloturismo Caldense e Nacional, nomeadamente a clássica Caldas-Badajoz que desde 1982 percorre as estradas entre as duas cidades, com assinalável êxito e participação.
Pois em 14 e 15 de Maio de 1988, como tem sido habitual sob a batuta do Mário Lino e este ano novamente com o Sporting Clube das Caldas, abalançaram-se a realizar o Brevet ligando Caldas a Olivença, essa Vila Espanhola que o Wikipédia faz o registo histórico assim: O Tratado de Alcanizes, de 1297, estabelecia Olivença como parte de Portugal. Em 1801, através do Tratado de Badajoz, denunciado em 1808 por Portugal, o território foi anexado a Espanha. Em 1817 a Espanha reconheceu a soberania portuguesa subscrevendo o Congresso de Viena de 1815, comprometendo-se à retrocessão do território o mais prontamente possível. Porém, até aos dias de hoje, tal ainda não aconteceu.”
Esta nota é só para fazer o enquadramento da situação histórica, pois nem eu hoje, nem a Organização ao tempo, pretendeu fazer qualquer aproveitamento politico ao destino escolhido. Segundo a Organização para além do atractivo de um destino diferente, pretendeu-se fazer um contacto entre a Misericórdia de Caldas e a de Olivença, sendo certo que em Espanha é a única existente. As Misericórdias devem-se à Rainha D. Leonor que teve ligações profundas a Caldas, sendo até a fundadora do Hospital termal deste cidade.
Pois os participantes inscritos foram cerca de 700 que fizeram o seguinte percurso: Óbidos, Caldas, Rio Maior, Santarém, Almeirim, Coruche, Mora (almoço), Pavia, Vimeiro, Estremoz e Borba (dormida), isto no dia 14. No dia 15: Borba, Elvas, Caia, Badajoz e Olivença. Um percurso de cerca de 285 km, que foi feito sem grandes contratempos, tendo sido mais um Brevet com uma organização impecável.
Em Olivença foram recebidos pelo Vice- Presidente do Ayuntamiento.

Enviar um comentário